Armazéns e Sacolões da Família driblam alta de preços de alimentos em Curitiba
24/11/2022 - 13:40

Comprar nos Armazéns e Sacolões da Família da Prefeitura significa economia no bolso para as famílias curitibanas. Diante da alta de preços nos mercados, ações como a Semana da Economia dos Armazéns da Família e ofertas em alguns produtos dos Sacolões têm ajudado as famílias a economizarem.

De acordo com pesquisa do Clique Economia desta última quarta-feira (23/11), o feijão preto mais barato nos mercados convencionais está em R$ 4,48 o quilo. Nos Armazéns da Família, o pacote de 1 quilo do feijão preto da marca Caldeirão é encontrado por R$ 2,99 na Semana da Economia.

Já o macarrão espaguete Floriani 500g, outro produto que está na Semana da Economia dos Armazéns da Família, sai por R$ 1,99. Em outros supermercados o consumidor vai pagar R$ 4,29 por produto semelhante.

O feijão preto e o espaguete permanecem na Semana da Economia até este sábado (26/11).

 

Hortifrútis

Para os clientes dos Sacolões da Família, a economia no bolso também é considerável. O preço da cebola é um exemplo. De acordo com o Clique Economia, a cebola é encontrada nos supermercados por R$ 9,98 o quilo. Nos Sacolões, o preço varia entre R$ 3,59 e R$ 7,99.

O mamão formosa também é um dos itens que tem assustado o consumidor, sendo encontrado por R$ 9,89 o quilo. Nos sacolões o preço do mamão pode ser encontrado por até R$ 3,69.

Nos Sacolões da Família não é necessário cadastro, qualquer pessoa pode comprar.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, explica que tanto Armazéns quanto os Sacolões têm a função de regulador de preços do mercado, o que beneficia a população. “A Prefeitura tem realizado esforços para que a população tenha acesso a produtos de qualidade sem pesar tanto no bolso”, salienta Gusi.

 

Mutirão de cadastramento

Continuam os mutirões de cadastramento nos Armazéns da Família. Desde agosto, a ação percorreu nove regionais e mais de 1.300 cadastros já foram feitos. O objetivo é facilitar a adesão ao programa às pessoas que não têm acesso a computadores e smartphones ou que têm dificuldade para se cadastrar.

Depois de passar pelas regionais Bairro Novo, Boa Vista, Santa Felicidade, Cajuru, Tatuquara, Boqueirão, Pinheirinho, Matriz e Portão, na próxima semana o mutirão estará na regional CIC na terça e quarta-feira (29 e 30/11). Será a última regional a receber a ação.

O mutirão é promovido pela Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional com a apoio das administrações regionais. Podem se cadastrar moradores de Curitiba com renda familiar de até cinco salários-mínimos.

Para fazer o cadastro, o interessado deve levar documentos de todos os membros da família ou de todos os moradores da residência.

Últimas Notícias